sexta-feira, dezembro 30, 2011

Sim ou não, um dia descubro.

Só me lembro do jeito que descubriu realmente quem eu era,
Do jeito torto que seguravamos as mãos,
A vontade que tinha de te colocar na parede e falar no seu ouvido tudo o que achava.
As oportunidades que tive, as oportunidades que vou ter,
Os sins e os nãos que surgem em meus sonhos,
Acordar assustado por não te ter,
Dormir feliz por te encontrar pelo menos na cabeça.
Um sonho,
A ilusão que saceia minha vontade de você,
 Acordar de manhã e  sentir a dor da abestinência que soa como gritos de dor do meu coração.

quinta-feira, dezembro 15, 2011

Se um dia tive duvida que existia, ele me provou para que nunca mais eu duvidasse. Já disse que duvidava da morte, ou que tinha medo dela, hoje afirmo, a morte nunca chegará a você. O ingrediente fundamental da vida é o AMOR.


Ícaro Leandro

domingo, dezembro 11, 2011

Escarificação de amor.

Eu estou viajando por isso eu coloquei aqui um texto que ja foi publicado pra quem entrar ver!

Escarificação de amor



Eu sou o homem que nunca desistiu,
Mas que sempre falhou.
Eu sou a pessoa que sempre lutou,
Mas sempre perdeu.
Sou o homem que se afastou não para você sofrer,
Mas sim para me curar sozinho,
Levantar-me e parar de sofrer.
Sou pessoa que mora num deserto negro sem chão ou céu.
E que dança só,
Num mar de fel de magoas profundas e de dores intermináveis,
Sou a pessoa que usa uma mascara para esconder os problemas,
Para esconder os defeitos.
Sobre tudo sou a pessoa que em nome de qualquer tipo de amor larga a espada e deixa-se ser atingido por um golpe fatal.
Mas sou a existência do amor puro,
Por mais sofrido que seja nunca morrerei,
Como ele não existe combatais a minha altura.
Nem a morte apaga o amor,
O amor escarifica,
E deixa sua marca.

Ícaro Leandro

sexta-feira, dezembro 09, 2011

Ok desistir não é pra mim...
Eu não sei dizer se acredito em tudo que digo, nem em tudo que sei, tudo que provo, não sei dizer se acredito no que acredito. Momentos que olho pra trás e me vejo hoje e não acredito em mais nada que eu faço.


Ícaro Leandro
As pessoas infelizmente morrem, nos abandonam, e nos fazem chorar por não termos mais o colo delas...
Nossas mães não são eternas, nossos pais não são eternos, nem nossos amores são eternos.
Quando bate essa saudade eu tenho vontade de me trancar num quarto escuro, e esperar pelo fim, esperar pela morte, vontade de não lutar nunca mais para viver, para ter um amor, para ser feliz, a morte emite um som... Você escuta esse som, e pode se preparar porque por mais grande que seja a fé a morte suga tudo o que você tem, ela suga sua vida mesmo não te matando, te tira que você ama. Pode por muitas vezes tirar sua alma e deixar seu corpo vivo. A morte é o esboço da sombra do mundo, é a visão que tenho dele.
A morte é a única coisa que garanto que chegará, pois nem a vida mais garanto, as vidas imundas que emergem de bares, não são vidas, são corpos com sangue seco, com auras negras e frias. Não falo mal deles agora porque não sou muito diferente, são poucos os vivos no planeta terra, são poucas as esperanças que nunca existiram.


Ícaro Leandro
Costura meu coração que você dilacerou, cura minha dor? Por favor...

O Reggae-Legião Urbana

 O Reggae-Legião Urbana
Ainda me lembro aos três anos de idade
O meu primeiro contato com as grades
O meu primeiro dia na escola
Como eu senti vontade de ir embora
Fazia tudo que eles quisessem
Acreditava em tudo que eles me dissessem
Me pediram pra ter paciência
Falhei
Gritaram: - Cresça e apareça!
Cresci e apareci e não vi nada
Aprendi o que era certo com a pessoa errada
Assistia o jornal da TV
E aprendi a roubar pra vencer
Nada era como eu imaginava
Nem as pessoas que eu tanto amava
Mas e daí, se é mesmo assim
Vou ver se tiro o melhor pra mim.
Me ajuda se eu quiser, me faz o que eu pedir
Não faz o que eu fizer
Mas não me deixe aqui
Ninguém me perguntou se eu estava pronto
E eu fiquei completamente tonto
Procurando descobrir a verdade
Nos meios das mentiras da cidade
Tentava ver o que existia de errado
Quantas crianças Deus já tinha matado.
Beberam o meu sangue e não me deixam viver
Têm o meu destino pronto e não me deixam escolher
Vêm falar de liberdade pra depois me prender
Pedem identidade pra depois me bater
Tiram todas as minhas armas
Como posso me defender?
Vocês venceram essa batalha
Quanto à guerra,
vamos ver.

Tempestade em copo d'água?

Tempestade em copo d'água?

quinta-feira, dezembro 08, 2011

Concebo a vida, a dúvida, o medo.

Concebo a vida, a dúvida, o medo.

A vida a existência do amor,
Que te enche de ar,
De calor.
A dúvida de não saber se você é minha,
A incerteza de somente eu querer.
O medo de o tempo passar e eu continuar a não te ter.
A melodia do silencio que escuto enquanto te espero pode deixar qualquer um louco.
As minhas conversas contigo enquanto estou só.
O som dos seus passos se distanciando,
Sendo que nunca chegou.
Isso pode deixar qualquer um louco.

Ícaro Leandro

Combo Frases


Como as flores que morrem e servem de adubo para que nasçam cada vez flores mais belas. É assim que quero ser.


Ícaro Leandro




Surpreendida pelo esperado, é assim que a terra acabará.


Ícaro Leandro


Amores que nascem para morrer. Amores que não devem ser investidos.




Ícaro Leandro


Posso escrever mil paginas numa noite, de tão grande que é meu amor por você. Eu posso morrer para provar o quanto te amo.




Ícaro Leandro


A dinastia dos porcos

A dinastia dos porcos está por acabar.
Vidas regadas pelo ódio, vidas regidas pela fome de saber , de ter, de não compreender.
Todos jogam a culpa no jardineiro do universo, pois é fácil continuar errando, e culpar quem não dirá o quão mal o homem pode ser.
Será engolida por si mesma, sucumbirá aos pés do desejo de perdão. Morrerá e nascerá novamente para fazer o certo.


Ícaro Leandro

quarta-feira, dezembro 07, 2011

Sua sorte é o meu azar, não posso te amar.


Ícaro Leandro
Eu crio feridas em cima de cicatrizes. O homem cria, é de nossa natureza.


Ícaro Leandro

terça-feira, dezembro 06, 2011

Proibido de existir

Sinto medo de querer estar com você,
Seu cheiro me atrai.
Seu olhar,
Seus conselhos,
Suas risadas pra mim bastam.
Mas sangue do meu sangue te quer entre os braços.
Frustração,
Ódio,
E compaixão.
Roubar-te e levar para longe.
Entrar na floresta de espinhos para que não nos encontrem,
Esses meus desejos guardo num baú,
Junto com meu amor por você que não podem saber,
Junto da frustração e do ódio,
Só me resta a compaixão que tenho pelo meu irmão,
Só sobra o meu sacrifício,
Só sobra o saber de te querer,
O saber de não te ter,
Saber que não me quer.
No final só me resta sofrer,
Deixar que meu sangue fale mais alto,
Deixar de gritar de cima do monte.

É incrível como você foi feita para mim,
E triste o como não fui feito para você.
A Fera que se apaixona pela Bela,
E a Bela que só quer a Fera como amigo.
O cara que tem tudo
Menos o que mais queria.
Infelizmente essa é uma batalha que não posso lutar,
Só posso me entregar,
Só devo me entregar.
Só sou o guardião que se sacrifica pela rainha,
Mesmo que o que ela faça não me agrade,
É só o que devo fazer,
Morrer por um amor que não é meu.

O ferro do meu coração não vai resistir,
Mais o ferro de minha mascara nunca ira cair.
Que sangue do meu sangue consiga te fazer feliz,
Porque por vocês,
Não vou mais prosseguir.



Ícaro Leandro.

domingo, dezembro 04, 2011

Meu baú só possui lembranças para você. Nesse momento é o que eu quero, essa é a hora certa de te amar.


Ícaro Leandro

quinta-feira, dezembro 01, 2011

Sem título, não tem o porque.

O que sinto é mais do que eu devia sentir,
Por isso fico calado,
Depressivo,
Chamando sua atenção,
Querendo que me diga,
Diga que me ama.
Isso não é uma declaração,
Eu converso com você mulher invisível,
Que simplesmente não existe...
Ou existe?
Expectativas falsas me cobrem de noite,
Por isso não sei se você existe,
Ou se é só mais uma ilusão.

Ícaro Leandro

Mortes passadas

Hoje é o dia certo para chorar,
Para morrer,
Se afogar em lagrimas,
Morrer,
Sentir o cheiro de uma flor,
E saber que ela jamais estará em seu vaso.
Se cortar com papel,
E chorar como quem é atropelado.
É o dia do exagero,
Dia que tudo dói mais forte,
Que o tiro te mata,
E destrói qualquer esperança.
Hoje é o dia certo para pular da cobertura,
E ver que a queda não está acabando,
Se desesperando,
Querendo voltar.
Dia para desistir,
Cavar o buraco e deitar.
Mas o amanhã chegará,
E será o dia certo,
Certo para tampar o buraco,
Aprender a voar e nunca desistir,
Encontrar um amor,
Para cuidar das feridas.
Plantar suas próprias flores,
E regar com suas lagrimas de choros passados,
De mortes passadas.

Ícaro Leandro

Mãe

Só queria dizer que te amo,
Abraçar-te como abracei nosso ultimo dia juntos,
Pular na sua cama,
Com medo do que não existia,
Com medo do futuro que chegou
E te levou de mim.
Mãe só quero que saiba o quanto te amei,
Só quero ter a chance de ter você ao meu lado novamente,
Queria tanto que visse meu casamento,
Segurasse meus filhos no colo,
Que me visse errando,
Acertando,
Caindo,
E amando.
Que estivesse ao meu lado para me defender,
Educar-me, dizer o certo, o errado.
Criei-me, relutei e não aceitei,
Você devia estar ao meu lado.
Mas sei que o que aconteceu não foi sua culpa,
Um dia nos encontraremos,
Para eu te abraçar como antes, e te beijar.

Ícaro Leandro

Nossos prazeres

Revira minha cabeça,
Quebra meu coração,
No nosso continuo amor,
Que horas você vai abrir sua mente para eu explorar?
Somos uma facção de amor,
Somos um corpo em dois.
Unidos pelo gesto de paixão,
E celebramos juntos os nossos prazeres.
Coagulamos as tentativas,
Tentativas inerentes de nos destruir,
Enquanto dançamos eternamente na chuva acida,
Enquanto seco suas lagrimas, 
Enquanto te conto minhas histórias
Enquanto estou deitado no seu colo,
E te olho e conversamos sem usar palavras.

Ícaro Leandro

quarta-feira, novembro 30, 2011

Gritos perpétuos

Quando você grita está a mais de mil kg de mim.
Quando você grita sua alma sai, e da passagem para as sombras.
Quando você grita você perde tudo,
Você entra num vicio,
Vicia-se em gritar por tudo,
Quando grita você destrói tudo a sua volta,
Acaba,
Destrói,
Aniquila,
E me fere.
Um dia ficara só,
E seus gritos lhe farão companhia. 
Num buraco.
Só, coberto por sombras,
Um final triste,
Que não luta para não ter.

Ícaro Leandro

terça-feira, novembro 29, 2011

Eu

Árvore da vida, da morte, do amor e do ódio,
Que respira o que sobra de mim,
Que me define em vida,
Que me define na morte,
Que me define alem dela.
Suas folhas que secam tão rápido quanto eu envelheço,
O fim da árvore, que morre e me leva junto.
E que renasce só para odiar, amar, morrer e viver de novo.
 

Ícaro Leandro

Juliana

Dia triste, já nasce a antipatia,
Manhã chata sem alegria,
Tanto tempo perto,
Tanto tempo longe,
Não fomos apresentados,
Só ouvia dizer sobre seu sorriso,
Tão belo quanto o paraíso,
Capaz de repelir qualquer sentimento ruim,
Capaz de dar vontade de te conhecer.
Não tinha nada para lhe dar,
Mas mesmo assim ela gostou de mim,
Nada para lhe apresentar,
Mas ela gostou de mim.
Mostrei-lhe meus versos baratos
E ela os comprou com muita alegria.
Agora vou toda tarde lhe ver,
E perguntar
Como vai, minha guria?
E meus versos agora pra ela
De graça todo dia.



Ícaro Leandro.

segunda-feira, novembro 28, 2011

sábado, novembro 26, 2011

Morto Vivo

Criolo

Morto vivo Ca fungue que mais não vai roubar minha brisa dê um passo pra trás todo mundo é amigo até certo ponto não vou te deixar na mão mais dá um desconto porque hoje não quero ver sofrimento então hoje vai buscar o seu sustento começa hoje vai muda sua rotina dê um pouco mais de valor a sua vida ninguém eu sei vai te passar o pano louco largado na rua e desengano acabado essa é a verdade você próprio cheirou sua dignidade então qual qual, qual é o objetivo se acabar com o nariz vai cheirar pelo ouvido a ajuda vem de onde menos se espera e dentro de você há um poder que não enxerga eu sei são coisas da vida mais com a lamentação não se ganha uma partida cheira tudo e acaba no escuro deus não fez o homem pra viver nesse absurdo é só um toque pra sair desse mundo porque se o pó é de primeira é de primeira você vai pro fundo
Eu devia ter falado pra você das coisas que passei e o quanto eu sofri só não sabia que iria acabar assim só não sabia que iria se acabar
A vida é bela agente é quem fode ela se acabar no pó não vira é sem comédia os irmãos que estão procurando ajuda não sou do sindicato mais a luta continua e vai seguindo no passo do elefantinho desestruturar de novo leva tempo meu amigo vai ter que vencer a força da química driblar o preconceito e o respeito da família ter de volta todo esse carinho o homem não é nada sem o amor dos seus filhos da mãe do pai nossa até me arrepia não vá abrir mão disso tudo na sua vida é simples e começa com uma frase pedir ajuda não é um ato covarde mais tarde colher novos frutos quem plantou coragem vai voar ganhar um mundo na recuperação porque todo mundo erra e quem não erra que atire a primeira pedra isso é tudo o que eu sempre quis ter de volta os irmãos fisgado pelo nariz
Eu devia ter falado pra você das coisas que passei e o quanto eu sofri só não sabia que iria acabar assim só não sabia que iria se acabar

sexta-feira, novembro 25, 2011

Amigos

Se choro é porque valorizo, se choro é porque sentirei falta se ir, se choro é porque amo. Mas não é triste. Minhas lágrimas eu deixo cair para que vocês saibam o quanto amo vocês... Uma lágrima derramada por amor. Eu amo todos vocês como se não houvesse o amanhã (ou como se já não houvesse clichês de mais rs), porém, o amanhã chegará, mas nisso temos a eternidade, e a eternidade é, por isso, vocês estarão comigo para sempre, pois vocês são.
 O começo do fim, o início da incerteza que nasce, o calor que sobe pelo rosto, que te faz chorar, aquele mesmo calor que sente quando descobre que ama uma pessoa, que ama seus irmãos que não são do seu sangue, que você conhece de repente mas quer contigo de maneira permanente.
Pessoas que você fala dos seus problemas, e que riem deles junto de você sem se importar.
Que quando você desaba e se afoga nos seus problemas somente te dizem: “desabafa”, mergulhando atrás de você, nem que seja só pra morrer junto.
Mesmo que a amizade naufrague no mar formado pelas ondas da vida, não abandone a embarcação, quem abandona, nunca amou o que fez.
E o que fizemos foi a demonstração mais pura de amor,
formamos uma família.



Ícaro L. M. de Souza 
12/12/13

Texto de ensaio/estudo 25/11/11 

Se choro é porque valorizo,
Se choro é que sentirei falta,
Se choro é porque amo.
Mas não foi triste,
Minhas lagrimas eu deixo cair para que vocês saibam o quanto amo vocês...
Uma lagrima derramada por amor.
Eu amei todos vocês como se não houvesse o amanha,
O amanhã chegará,
Eternidade.
Eternidade é isso,
Vocês estarão comigo por toda a eternidade.
O começo do fim,
O inicio da incerteza que nasce,
O calor que sobe pelo rosto
Que te faz chorar.
O mesmo calor que sente quando descobre que ama uma pessoa
Que ama seus irmãos que não são do seu sangue,
Que você conhece de repente.
Pessoas que você fala dos seus problemas,
E que riem deles junto de você
Sem se importar.
Que quando você desaba,
Mergulham atrás, nem que seja só pra morrer junto.
Mesmo que a amizade naufrague, não abandonaremos a embarcação,
Quem abandona, nunca amou o que fez.
E o que fizemos foi à demonstração mais pura de amor.


Ícaro Leandro

quarta-feira, novembro 23, 2011


O bom de tudo isso é que eu fiz como o Renato Russo disse: eu amei todos vocês como se não houvesse o amanha, o amanhã chegará, eternidade. Eternidade, é isso, vocês estarão comigo por toda a eternidade.
Ícaro Leandro


segunda-feira, novembro 21, 2011

Olho para o céu e logo me perco em sua mente
 Ícaro Leandro

Salvação

Andei pelo sol sem me queimar, lugar iluminado, mas mesmo lá minhas sombras me consumiam. Torturavam-me, sugavam minha vida. Gritava de desespero, mas ninguém me atendia. Vi minha vida num buraco escuro e úmido,
Mesmo com tanto fogo, com tanta luz meu coração não se aquecia.
Quando minha ultima faísca de vida saía por entre meus lábios e ia se transformando em mais uma estrela de luz opaca e triste, avistei um cavalo branco com um homem vestido com um manto, era um ser iluminado, sua luz brilhava mais que o sol, e tinha uma espada saindo de sua boca, uma espada de pura energia. Num piscar de olhos o homem estava ao meu lado, e tirará todas aquelas sombras de perto de mim, aniquilando-as, fazendo com que o fogo do sol consumisse qualquer sombra existente ali.
Fiz força para lhe perguntar quem era... Ele me olhou com uma cara de paz e tranqüilidade. E sem dizer alguma palavra me disse que era:
O soldado de luz, o sentimento de paz que não existe no coração humano, a esperança, a salvação, o futuro que começa no presente, e que entende o passado... O coração de qualquer um que erre, que caia, que sofra, mas que nunca desiste.

Ícaro Leandro

Texto que fiz no dia dos mortos :)


Bom pra quem não sabe hoje, 02/11 é dias dos mortos!
E pra quem também não sabe, minha mãe já morreu a algum tempo.
E ela nasceu no dia 02/11/1964 ... Pode parecer fácil, mas o caminho que percorri sem ela nesses últimos anos, nem se compara com os que ela estava comigo, aqui em casa eu sou o que menos demonstra as emoções segundo a sua morte, mas provavelmente sou o que mais sofro, já que era pequeno quando ela morreu, pequeno mas nem tanto, já tinha o discernimento de perceber que se eu não ficasse lúcido, nada na minha casa iria evoluir. Mas por ela chorei escondido, para demonstrar força, até hoje choro escondido por ela.
Eu realmente afirmo que ha vida após a morte, eu acredito nisso sim, mas não ponho rótulos, nem em religião, nem em Deus. Alguns podem me dizer que afirmo a vida após a morte por motivos óbvios, mas já acreditava nela antes de qualquer problema evidente em minha vida.
Não vou em nenhum cemitério hoje por causa da abundancia de energia negativa neles hoje.
Se você tem um parente, amigo, ou conhecido que já morreu, faça uma oração para ele. E se for em cemitérios, policie sua cabeça, para não fazer mal aos outros. Mas orar por alguém não tem horário, nem data, nem circunstancia, por isso não lembre dos mortos somente no dia dos mortos, porque eu afirmo, eles não estão mortos, eles precisam da sua força constantemente.


Ícaro Leandro

sexta-feira, novembro 18, 2011

Escarificação de amor

Eu sou o homem que nunca desistiu,
Mas que sempre falhou.
Eu sou a pessoa que sempre lutou,
Mas sempre perdeu.
Sou o homem que se afastou não para você sofrer,
Mas sim para me curar sozinho,
Levantar-me e parar de sofrer.
Sou pessoa que mora num deserto negro sem chão ou céu.
E que dança só,
Num mar de fel de magoas profundas e de dores intermináveis,
Sou a pessoa que usa uma mascara para esconder os problemas,
Para esconder os defeitos.
Sobre tudo sou a pessoa que em nome de qualquer tipo de amor larga a espada e deixa-se ser atingido por um golpe fatal.
Mas sou a existência do amor puro,
Por mais sofrido que seja nunca morrerei,
Como ele não existe combatais a minha altura.
Nem a morte apaga o amor,
O amor escarifica,
E deixa sua marca.

Ícaro Leandro

segunda-feira, outubro 24, 2011

Quem dita regras para amar, realmente nunca amou!




Eu comentei sobre seus olhos, ela me ressaltou que não gostava deles. Logo tive que afirmar o quanto eu os achava bonitos, e um pouco depois o quão eu a achava bela.
Por ai foram algumas horas, com assuntos paralelos, só paramos de falar provavelmente porque precisávamos digerir o sentimento expansivo que acabará de nascer. Sim, eu não queria parar de falar com ela, pois sim! Ela já havia me conquistado com “apenas” duas horas de conversa. Provavelmente pensou agora que me apaixono muito fácil, mas não, já disse em outras ocasiões “Um segundo basta para se conhecer uma pessoa por uma eternidade”, se não disse isso, disse algo do tipo. E se tivesse sido realmente rápido, qual seria o grande problema? Só significa na minha concepção que ela é realmente perfeita para mim. No meu ver não foi rápido, levei pelo menos 15 anos para achar uma pessoa que realmente acho (somente acho) que gosta de mim.
             

O gosto doce de te conhecer,
A esperança alegre
De ti, realmente me querer.
O desejo sólido de te abraçar,
A vontade louca de te olhar.
E a minha mente,
Procurando a sua voz
Em meio ao múrmuro da multidão.
E solenemente achando a
Ouvindo a dizendo,
Que só estava a procura,
A procura de nós.

Ícaro Leandro

sábado, outubro 22, 2011

Reflexão besta, e confusa.

Nunca tinha parado antes para refletir sem ter acontecido algo antes.
Mais uma vez com a cabeça fervilhando não consegui dormir. Encontro-me agora na varanda de um AP. na praia, está de noite, e para não incomodar quem dorme escrevo aqui no escuro, mas logo conseguirei enxergar, o corpo humano é perfeito... Enfim, provavelmente essa vai ser uma das poucas vezes que escreverei algo para o blog como um diário, normalmente escrevo textos indiretos para expor minha mente, minhas idéias.
Muitos me chamam de um cara “do contra”, mas na realidade apenas gosto das coisas que ninguém gosta, apenas sou diferente, nada de mais. Mesmo não sendo nada de mais, ainda me “pegam pra capar” por isso.
Minha cabeça fervilhou tanto, mas tanto, que coloquei Gandhi e Hitler no mesmo nível (não estou aqui para defender ideais, mas sim para mostrar o que penso), um totalmente passivo, e outro totalmente agressivo, ideais muito diferentes, mas pense bem, se Gandhi achasse errada a proposta dele, ele a faria? E Hitler? Faria? NÃO.          Por isso afirmo que é como se cada humano tivesse uma humanidade dentro de si. E a massa dessa humanidade é quem governa seu corpo, essa massa tem um ideal do que é certo e do que é errado. Tudo isso que disse, explica o porque pessoas entram em conflitos, idéias diferentes, ideais diferentes. Mundos diferentes, afirmo agora que  não é com brigas que resolvemos esses problemas, nem tudo se resolve com armas, nada se resolve com armas, e se lembre que sua mente é uma arma, a pior que pode existir.

Ícaro Leandro

Entulhos mentais de conceitos ultrapassados!

Conceitos criticos são muito mais importantes do que conceitos velhos... Estabilidade não existe, tudo pode mudar. Querer uma vida estavel é o mesmo que viver uma receita de bolo, e receita de bolo só serve para bolos...

domingo, setembro 18, 2011

Carta

Resolvi escrever uma carta para Deus, peguei uma folha, e uma caneta.  As linhas se preencheram infinitamente, com sentimentos bons e ruins, e incessantemente ele leu, sem julgar certo ou errado, o que escrevi está escrito, o que vivi ninguém apaga.
O que escreverei, nem nos dois sabemos.
O mais importante é que eu escrevo não só por ele, mas escrevo pra pessoa que quando ler isso virá atrás de mim, sem explicação alguma, pois ela saberá que tudo o que digo, penso, faço, e farei, será e é por ela. E até lá nem a morte me parará.

Ícaro Leandro.

quinta-feira, agosto 18, 2011

Basta querer

Era para eu estar dormindo,
Mas não consigo,
Sonho acordado,
Penso em como te surpreender
Viajo nos segundos de uma eternidade,
Só de pensar no toque do seu beijo.
Penso no momento,
Em que a menina que saiu dos meus sonhos,
Vai deixar de ser somente um sonho.
Ela está ao meu alcance,
Mas como um fantasma meu abraço se atravessa no nada,
Tão perto,
Mas tão impalpável.
Dormi pela eternidade para te encontrar,
E quando acordei, lá estava você ao meu lado
Nunca deixei sua lembrança morrer,
E você voltou,
Mas mesmo assim continua sendo um sonho.
Você é a garota que possui minha mente,
A garota que saiu do mundo das fantasias, e não deixou de ser real.
Minhas perguntas se respondem,
Você não foi só um sonho.
Suas palavras dão vida a minhas flores mortas.
Seu respirar alimenta o meu olhar.
E somente o seu toque irá curar minhas feridas.
Sou só mais um soldado lutando por sua rainha,
Mas luto sem saber se é verdade,
Só tenho a esperança de que seja realidade,
Não quero só liberdade,
E muito menos só amizade.
Bastou descobri-la para amá-la,
Bastou um olhar para eu me apaixonar,
Bastou você existir para eu querer.
Basta você querer,
Para eu te ter!

Ícaro Leandro