sexta-feira, dezembro 30, 2011

Sim ou não, um dia descubro.

Só me lembro do jeito que descubriu realmente quem eu era,
Do jeito torto que seguravamos as mãos,
A vontade que tinha de te colocar na parede e falar no seu ouvido tudo o que achava.
As oportunidades que tive, as oportunidades que vou ter,
Os sins e os nãos que surgem em meus sonhos,
Acordar assustado por não te ter,
Dormir feliz por te encontrar pelo menos na cabeça.
Um sonho,
A ilusão que saceia minha vontade de você,
 Acordar de manhã e  sentir a dor da abestinência que soa como gritos de dor do meu coração.

quinta-feira, dezembro 15, 2011

Se um dia tive duvida que existia, ele me provou para que nunca mais eu duvidasse. Já disse que duvidava da morte, ou que tinha medo dela, hoje afirmo, a morte nunca chegará a você. O ingrediente fundamental da vida é o AMOR.


Ícaro Leandro

domingo, dezembro 11, 2011

Escarificação de amor.

Eu estou viajando por isso eu coloquei aqui um texto que ja foi publicado pra quem entrar ver!

Escarificação de amor



Eu sou o homem que nunca desistiu,
Mas que sempre falhou.
Eu sou a pessoa que sempre lutou,
Mas sempre perdeu.
Sou o homem que se afastou não para você sofrer,
Mas sim para me curar sozinho,
Levantar-me e parar de sofrer.
Sou pessoa que mora num deserto negro sem chão ou céu.
E que dança só,
Num mar de fel de magoas profundas e de dores intermináveis,
Sou a pessoa que usa uma mascara para esconder os problemas,
Para esconder os defeitos.
Sobre tudo sou a pessoa que em nome de qualquer tipo de amor larga a espada e deixa-se ser atingido por um golpe fatal.
Mas sou a existência do amor puro,
Por mais sofrido que seja nunca morrerei,
Como ele não existe combatais a minha altura.
Nem a morte apaga o amor,
O amor escarifica,
E deixa sua marca.

Ícaro Leandro

sexta-feira, dezembro 09, 2011

Ok desistir não é pra mim...
Eu não sei dizer se acredito em tudo que digo, nem em tudo que sei, tudo que provo, não sei dizer se acredito no que acredito. Momentos que olho pra trás e me vejo hoje e não acredito em mais nada que eu faço.


Ícaro Leandro
As pessoas infelizmente morrem, nos abandonam, e nos fazem chorar por não termos mais o colo delas...
Nossas mães não são eternas, nossos pais não são eternos, nem nossos amores são eternos.
Quando bate essa saudade eu tenho vontade de me trancar num quarto escuro, e esperar pelo fim, esperar pela morte, vontade de não lutar nunca mais para viver, para ter um amor, para ser feliz, a morte emite um som... Você escuta esse som, e pode se preparar porque por mais grande que seja a fé a morte suga tudo o que você tem, ela suga sua vida mesmo não te matando, te tira que você ama. Pode por muitas vezes tirar sua alma e deixar seu corpo vivo. A morte é o esboço da sombra do mundo, é a visão que tenho dele.
A morte é a única coisa que garanto que chegará, pois nem a vida mais garanto, as vidas imundas que emergem de bares, não são vidas, são corpos com sangue seco, com auras negras e frias. Não falo mal deles agora porque não sou muito diferente, são poucos os vivos no planeta terra, são poucas as esperanças que nunca existiram.


Ícaro Leandro
Costura meu coração que você dilacerou, cura minha dor? Por favor...

O Reggae-Legião Urbana

 O Reggae-Legião Urbana
Ainda me lembro aos três anos de idade
O meu primeiro contato com as grades
O meu primeiro dia na escola
Como eu senti vontade de ir embora
Fazia tudo que eles quisessem
Acreditava em tudo que eles me dissessem
Me pediram pra ter paciência
Falhei
Gritaram: - Cresça e apareça!
Cresci e apareci e não vi nada
Aprendi o que era certo com a pessoa errada
Assistia o jornal da TV
E aprendi a roubar pra vencer
Nada era como eu imaginava
Nem as pessoas que eu tanto amava
Mas e daí, se é mesmo assim
Vou ver se tiro o melhor pra mim.
Me ajuda se eu quiser, me faz o que eu pedir
Não faz o que eu fizer
Mas não me deixe aqui
Ninguém me perguntou se eu estava pronto
E eu fiquei completamente tonto
Procurando descobrir a verdade
Nos meios das mentiras da cidade
Tentava ver o que existia de errado
Quantas crianças Deus já tinha matado.
Beberam o meu sangue e não me deixam viver
Têm o meu destino pronto e não me deixam escolher
Vêm falar de liberdade pra depois me prender
Pedem identidade pra depois me bater
Tiram todas as minhas armas
Como posso me defender?
Vocês venceram essa batalha
Quanto à guerra,
vamos ver.

Tempestade em copo d'água?

Tempestade em copo d'água?

quinta-feira, dezembro 08, 2011

Concebo a vida, a dúvida, o medo.

Concebo a vida, a dúvida, o medo.

A vida a existência do amor,
Que te enche de ar,
De calor.
A dúvida de não saber se você é minha,
A incerteza de somente eu querer.
O medo de o tempo passar e eu continuar a não te ter.
A melodia do silencio que escuto enquanto te espero pode deixar qualquer um louco.
As minhas conversas contigo enquanto estou só.
O som dos seus passos se distanciando,
Sendo que nunca chegou.
Isso pode deixar qualquer um louco.

Ícaro Leandro

Combo Frases


Como as flores que morrem e servem de adubo para que nasçam cada vez flores mais belas. É assim que quero ser.


Ícaro Leandro




Surpreendida pelo esperado, é assim que a terra acabará.


Ícaro Leandro


Amores que nascem para morrer. Amores que não devem ser investidos.




Ícaro Leandro


Posso escrever mil paginas numa noite, de tão grande que é meu amor por você. Eu posso morrer para provar o quanto te amo.




Ícaro Leandro


A dinastia dos porcos

A dinastia dos porcos está por acabar.
Vidas regadas pelo ódio, vidas regidas pela fome de saber , de ter, de não compreender.
Todos jogam a culpa no jardineiro do universo, pois é fácil continuar errando, e culpar quem não dirá o quão mal o homem pode ser.
Será engolida por si mesma, sucumbirá aos pés do desejo de perdão. Morrerá e nascerá novamente para fazer o certo.


Ícaro Leandro

quarta-feira, dezembro 07, 2011

Sua sorte é o meu azar, não posso te amar.


Ícaro Leandro
Eu crio feridas em cima de cicatrizes. O homem cria, é de nossa natureza.


Ícaro Leandro

terça-feira, dezembro 06, 2011

Proibido de existir

Sinto medo de querer estar com você,
Seu cheiro me atrai.
Seu olhar,
Seus conselhos,
Suas risadas pra mim bastam.
Mas sangue do meu sangue te quer entre os braços.
Frustração,
Ódio,
E compaixão.
Roubar-te e levar para longe.
Entrar na floresta de espinhos para que não nos encontrem,
Esses meus desejos guardo num baú,
Junto com meu amor por você que não podem saber,
Junto da frustração e do ódio,
Só me resta a compaixão que tenho pelo meu irmão,
Só sobra o meu sacrifício,
Só sobra o saber de te querer,
O saber de não te ter,
Saber que não me quer.
No final só me resta sofrer,
Deixar que meu sangue fale mais alto,
Deixar de gritar de cima do monte.

É incrível como você foi feita para mim,
E triste o como não fui feito para você.
A Fera que se apaixona pela Bela,
E a Bela que só quer a Fera como amigo.
O cara que tem tudo
Menos o que mais queria.
Infelizmente essa é uma batalha que não posso lutar,
Só posso me entregar,
Só devo me entregar.
Só sou o guardião que se sacrifica pela rainha,
Mesmo que o que ela faça não me agrade,
É só o que devo fazer,
Morrer por um amor que não é meu.

O ferro do meu coração não vai resistir,
Mais o ferro de minha mascara nunca ira cair.
Que sangue do meu sangue consiga te fazer feliz,
Porque por vocês,
Não vou mais prosseguir.



Ícaro Leandro.

domingo, dezembro 04, 2011

Meu baú só possui lembranças para você. Nesse momento é o que eu quero, essa é a hora certa de te amar.


Ícaro Leandro

quinta-feira, dezembro 01, 2011

Sem título, não tem o porque.

O que sinto é mais do que eu devia sentir,
Por isso fico calado,
Depressivo,
Chamando sua atenção,
Querendo que me diga,
Diga que me ama.
Isso não é uma declaração,
Eu converso com você mulher invisível,
Que simplesmente não existe...
Ou existe?
Expectativas falsas me cobrem de noite,
Por isso não sei se você existe,
Ou se é só mais uma ilusão.

Ícaro Leandro

Mortes passadas

Hoje é o dia certo para chorar,
Para morrer,
Se afogar em lagrimas,
Morrer,
Sentir o cheiro de uma flor,
E saber que ela jamais estará em seu vaso.
Se cortar com papel,
E chorar como quem é atropelado.
É o dia do exagero,
Dia que tudo dói mais forte,
Que o tiro te mata,
E destrói qualquer esperança.
Hoje é o dia certo para pular da cobertura,
E ver que a queda não está acabando,
Se desesperando,
Querendo voltar.
Dia para desistir,
Cavar o buraco e deitar.
Mas o amanhã chegará,
E será o dia certo,
Certo para tampar o buraco,
Aprender a voar e nunca desistir,
Encontrar um amor,
Para cuidar das feridas.
Plantar suas próprias flores,
E regar com suas lagrimas de choros passados,
De mortes passadas.

Ícaro Leandro

Mãe

Só queria dizer que te amo,
Abraçar-te como abracei nosso ultimo dia juntos,
Pular na sua cama,
Com medo do que não existia,
Com medo do futuro que chegou
E te levou de mim.
Mãe só quero que saiba o quanto te amei,
Só quero ter a chance de ter você ao meu lado novamente,
Queria tanto que visse meu casamento,
Segurasse meus filhos no colo,
Que me visse errando,
Acertando,
Caindo,
E amando.
Que estivesse ao meu lado para me defender,
Educar-me, dizer o certo, o errado.
Criei-me, relutei e não aceitei,
Você devia estar ao meu lado.
Mas sei que o que aconteceu não foi sua culpa,
Um dia nos encontraremos,
Para eu te abraçar como antes, e te beijar.

Ícaro Leandro

Nossos prazeres

Revira minha cabeça,
Quebra meu coração,
No nosso continuo amor,
Que horas você vai abrir sua mente para eu explorar?
Somos uma facção de amor,
Somos um corpo em dois.
Unidos pelo gesto de paixão,
E celebramos juntos os nossos prazeres.
Coagulamos as tentativas,
Tentativas inerentes de nos destruir,
Enquanto dançamos eternamente na chuva acida,
Enquanto seco suas lagrimas, 
Enquanto te conto minhas histórias
Enquanto estou deitado no seu colo,
E te olho e conversamos sem usar palavras.

Ícaro Leandro